Projetos

Você está vendo os artigos na categoria “Música”

HB Coreto

Orquestra HB viajou pelo interior paulista apresentando repertório especial para apresentações em coretos.

A orquestra Heratbreakers, liderada pelo músico Guga Stroeter, apresentou versões inéditas para clássicos como Carinhoso, Maracangalha e Tocar na Banda em coretos de praças do interior paulista.

Proporcionando uma retomada do universo das orquestras de coreto e aguçando a audição dos ouvintes para uma música instrumental elaborada, este projeto buscou a formação de público para música instrumental, além da revitalização das praças e o resgate da cultura popular.

A retomada desse universo traz não só a valorização do músico instrumentista como a oportunidade de ouvir e interpretar clássicos que foram fundamentais para a formação da música popular brasileira

A história dos coretos nas cidades brasileiras data de fins do século XIX e início do século XX, numa época em que a maneira da comunidade expressar sua musicalidade democraticamente era tocar em praça pública.

HB Coreto, um projeto simples, mas de grande alcance cultural e pedagógico patrocinado pela Rede Energia.


Sambazz

O cantor Jair Oliveira comemorou 30 anos de carreira com o projeto Sambazz.

Circulando por algumas das principais universidades do estado de São Paulo, o projeto cultural Sambazz: Workshop Show, levou gratuitamente shows e bate papos sobre o mercado fonográfico a estudantes.

Baseado no álbum homônimo, composto por livro e CD, Jair Oliveira levou toda sua bagagem musical, acumulada ao longo de 30 anos de carreira, em apresentações musicais seguidas de bate papo sobre o atual mercado fonográfico a estudantes e público em geral.

O projeto Sambazz: Workshop Show foi patrocinado pela Diageo.


Produto Instrumental Bruto | PIB

O PIB, Produto Instrumental Bruto, é um festival que promove a atual música instrumental brasileira.

Em 2010 ocorreu a terceira edição do PIB, festival de música instrumental que possui o conceito de lapidação musical e desconstrução de estilos, buscando sempre experimentações sonoras. Em quatro dias de shows, 16 bandas de diversos estilos musicais e regiões do país se apresentaram sob a projeção de imagens de um VJ para cada dia.

Além das apresentações musicais, o projeto contou com seis oficinas musicais, um debate sobre a música instrumental brasileira, uma feira cultural e uma exposição com os melhores momentos do PIB.

Diversidade e experimentação em diversas linguagens, esta é a marca deste festival patrocinado pela Diageo.