O Libertino

Dirigido por Jô Soares, Cassio Scapin vive o filósofo Diderot.

Escrito por Eric-Emmanuel Schmitt, um dos maiores nomes da dramaturgia contemporânea, O Libertino é uma comédia inspirada no filósofo francês do século XVIII Diderot. Na trama, Diderot se retira para descanso num castelo na área rural de Paris, onde, de urgência, é solicitado para escrever o verbete “Moral” para sua obra “Enciclopédia”. Para compor essa comédia que oferece de maneira não acadêmica, divertida e envolvente introdução ao pensamento filosófico, a direção de Jô Soares se vale da comicidade dos valores morais de nossa sociedade.

Essa comédia preenche uma lacuna onde humor e informação, diversão e cultura se encontram em uma obra que não se destina a um entretenimento simplista, mas cumpre a função de educar e fazer pensar com a naturalidade de um humor inteligente.

Retomando uma nobre função da comédia, o espetáculo faz pensar e discutir a condição do homem frente questões morais e éticas da sociedade onde ele se encontra inserido.

O espetáculo O Libertino recebeu apoio da Fundação Salvador Arena.


Comentrios desativados.