Sinfonia Seresteira

Sinfonia Seresteira apresenta o encontro do erudito com o popular para contar a história da Música Popular Brasileira.

Sinfonia Seresteira resgata a história da música brasileira – a chegada da música erudita, trazida pelos portugueses, e sua popularização por meio das modinhas que ganharam a rua ao som de violões e vozes de seresteiros.

Nas apresentações, a música erudita é executada pelo Quinteto Bachiana e a música popular brasileira é apresentada na voz dos Trovadores Urbanos, carinhosamente apelidados de “Seresteiros do Brasil”.

Como forma de reproduzir com maior fidelidade o cenário musical brasileiro daquela época e também de envolver os espectadores na apresentação, foi planejado um final inédito: o Quinteto Bachiana e os Trovadores Urbanos saem tocando pelas ruas da cidade acompanhados dos espectadores, como era feito nas antigas serestas. Durante o trajeto, convidam os moradores a se juntarem ao cortejo musical.

O Quinteto inicia apresentando trechos curtos de algumas das composições eruditas mais conhecidas do público (Bach, Beethoven, Mozart, Strauss, etc);

Em seguida é a vez da Música Popular Brasileira na voz dos Trovadores Urbanos (Carinhoso, Minha namorada, Se todos fossem iguais a você, Trem das Onze, etc).

Ao final, Trovadores Urbanos e Quinteto Bachiana descem do palco e vão ao encontro dos espectadores convidando-os a seguirem em uma Sinfonia Seresteira, na qual artistas e plateia cantam formando um grande coro.

Uma apresentação que resgata as tradicionais serestas de antigamente e encanta o público com sua performance, recriando o cenário musical brasileiro do século XIX.

Em 2013 foram realizadas 12 apresentações de Sinfonia Seresteira pelo estado de São Paulo com o patrocínio do Grupo EDP.

Veja também um vídeo realizado pelo Instituto EDP sobre o projeto Sinfonia Seresteira


Comentrios desativados.